Google+ Followers

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012


Coerência, brother! Precisamos e devemos ser coerentes com a Palavra, com a nossa fé e até conosco.
Talvez, esse seja um dos quesitos mais importantes para os cristãos evangélicos na contemporaneidade.
Como Paulo escreveu aos Romanos 12.1,2, é necessário que nos santifiquemos e sejamos racionais em nossa fé. Uma santidade que não está reduzida a costumes denominacionais e superficialidade, contudo nascida da semente do temor ao Eterno e do desejo de agradá-Lo; uma racionalidade que não se funda na lógica humana, meramente alicerçada em conhecimento científico ou filosófico, entretanto acrescentada dos princípios fundamentais da fé expostos nas Escrituras, mediante uma reflexão aprofundada, guiada pelo Espírito Santo.
Não podemos nos moldar à semelhança desse sistema que vige no mundo, contudo precisamos nos transformar, buscando dia a dia, ser renovados em nosso entendimento. Isto não implica em inconstância, em falta de firmeza, mas em evolução, em crescimento diante de Deus, em fazer com que a Palavra sobreviva em nós, renascida todos os dias como a verdade divina para nós. Somente assim alcançaremos e experimentaremos a boa, agradável e perfeita vontade do Senhor, que, muitas vezes, contraria nossos pensamentos e interesses, fere nossa carne, fustiga a alma e o espírito, todavia, não deixa de ser perfeita e boa.
Insisto: PRECISAMOS SER COERENTES COM O QUE PREGAMOS E DIZEMOS CRER.
Essa é a única forma de mantermos a sanidade espiritual e de sermos ao menos uma sombra daquilo que fomos chamados a ser como igreja.

2 comentários:

Sidcley Rodrigues do Amaral disse...

Concordo, Pastor Mendes. Coerência é selo de autenticidade do cristão.

Para ser cristão não bastar dizer que é cristão, mas também tem que se viver como cristão.

A Palavra nos admoesta: "Assim falai, e assim procedei, como devendo ser julgados pela lei da liberdade" (Tg 2.12)

Também acredito que não basta evitar ter um mal testemunho. É preciso PARECER CRISTÃO. Não adianta ser discreto apenas (uns são tão discretos que ninguém sabe que ele é cristão). Somos chamados para resplandecer.

Paulo disse que devemos ser "irrepreessíveis e sinceros, filhos de Deus inculpavéis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual RESPLANDECEIS COMO ASTROS NO MUNDO" (Fp 2.15).

Devemos exercer INFLUÊNCIA neste mundo, de forma que outras pessoas se inspirem em nossas palavras e em nossas atitudes, para que sejam conduzidas a uma nova vida de acordo com a Palavra de Deus.

COERÊNCIA É CRÊR, DIZER, FAZER, PARECER e SER.

Fica na Paz!

Marcos Mendes disse...

Valeu Sid!
Precisamos de coerência plena.
Obrigado pelo comentário